A diabetes tipo 1 é a segunda no ranking de doenças crônicas mais presentes na fase da infância, ficando atrás apenas da asma. Ela ocorre em decorrência de uma disfunção do sistema imunológico que passa a atacar as células do pâncreas responsáveis pela produção de insulina. Desta forma, o corpo não é capaz de processar a glicose, que fica no sangue em vez de ser utilizada como energia ou armazenada em forma de gordura.

Apenas de 5 a 10% do total de diabéticos possui diabetes tipo 1, porém é preciso ter atenção aos sintomas, diagnosticar e se tratar adequadamente, visto que o descuido com os níveis de glicose no sangue pode colocar a vida do paciente em risco.

Ainda que um diagnóstico médico seja indispensável, é importante conhecer e estar atento aos sintomas de diabetes tipo 1, para que uma consulta com um especialista seja agendada assim que os primeiros indícios forem notados.

Confira os principais sintomas da Diabetes Tipo 1 e fique atento!

Cuide com o aumento na frequência urinária

Quando o nível de glicose no sangue está elevado, nota-se a presença de glicose na urina. Na tentativa de diluir a urina e reduzir tal concentração de glicose, o organismo absorve e elimina mais líquidos, o que causa um aumento notável na vontade de urinar, também conhecido como poliúria.

Preste atenção na sede excessiva

Este é um dos primeiros sinais de diabetes tipo 1 e está ligado à citada poliúria. Para evitar que ocorra uma desidratação causada pela frequente eliminação de líquidos, o corpo manda mensagens ao cérebro para que a água seja resposta. O resultado é uma sensação de sede fora do normal chama de polidipsia.

Aumento de apetite? Observe seu corpo

Uma vez que não há insulina para transportar a glicose para dentro da célula (ou seja, onde ela seria transformada em energia), o organismo sente falta de energia. A reação natural é um aumento na fome, na tentativa de suprir esta carência.

Você andou emagrecendo de maneira considerável e sem esforço?

Ainda que o portador de diabetes tipo 1 sinta mais fome e consuma mais alimentos, normalmente uma perda visível de peso acontece. Isso ocorre, também, em função da impossibilidade de utilizar a glicose como fonte de energia: o corpo passa, então, a queimar células de gordura para a produção desta energia necessária para a realização das atividades diárias. Esta perda é perigosa e deve ser medicada.

Muito cansaço? Examine seu organismo

Tanto a desidratação quanto a incapacidade do corpo de gerar energia a partir da glicose são fatores que desencadeiam uma sensação de cansaço nos portadores da doença, além de sonolência, baixa produtividade e perda de concentração.

Visão turva pode ser sinal de diabetes

Quando a glicemia está excessivamente elevada, o cristalino (lente do olho) pode apresentar um inchaço, afetando a aptidão do órgão para o foco. Desta forma, a visão fica embaçada, porém esta condição desaparece com o tratamento e controle do diabetes.

Para mantermos a saúde do corpo e aproveitarmos ao máximo todos os momentos da vida, é indispensável estarmos alertas aos sinais do organismo como, por exemplo, os sintomas de diabetes tipo 1.

Além disso, visitas periódicas ao médico e exames de rotina sempre em dia garantem que, caso alguma enfermidade surja, o tratamento adequado seja realizado e as consequências sofridas sejam as menores possíveis.

Sim, existe uma forma diferente de controlar a Diabetes Tipo 1!