O diabetes tipo 2 geralmente afeta pessoas acima dos 40 anos de idade, independente de gênero. Alguns sintomas de diabete tipo 2 podem ser facilmente confundidos com sintomas de mal-estar comum, o que torna a doença ainda mais perigosa para homens, dado o histórico masculino de resistência a procurar médicos.

O número de diabéticos no Brasil é cada vez maior, já atingindo mais de 9 milhões de brasileiros. Segundo a OMS, esse número pode atingir 16 milhões. O diabetes pode se apresentar em vários tipos. Entre os mais comuns estão as diabetes tipo 1 e tipo 2. A doença, contando seus diversos tipos e variantes, é uma das que mais fazem vítimas no país.

Você sabe quais são as características do diabete tipo 02?

No caso da diabete tipo 02, a insulina, hormônio responsável pela redução de glicose no sangue, não é produzida pelo corpo de maneira suficiente (deficiência de sua secreção) ou as células a ignoram (resistência à ação da insulina). A glicose fica então acumulada no sangue e na urina, destruindo células. Esse processo chama-se hiperglicemia e causa desnível de glicose no sangue.

Ao digerir os alimentos, o seu corpo transforma açúcar e amidos em glicose, energia para as células do corpo funcionarem corretamente. Quando a insulina age, ela transporta a glicose do sangue para as células. Mas quando há a hiperglicemia (acúmulo de glicose no sangue), várias complicações podem ocorrer como lesões cardiovasculares, danos aos rins, danos neurológicos e problemas na retina.

Entenda os sintomas diabetes tipo 2

Os sintomas diabetes tipo 2 são praticamente os mesmos do tipo 1, no entanto, neste caso os sintomas podem levar anos para se manifestar, o que faz com que a doença seja confundida com mal-estar simples, intensificando o perigo da mesma.

  • Aumento da fome;
  • Sede excessiva;
  • Vontade frequente de urinar;
  • Súbita visão turva;
  • Fadiga;
  • Feridas que não cicatrizam;
  • Açúcar na urina;
  • Sensação de formigamento e alfinetadas nos pés;
  • Pele seca;
  • Frequentes infecções vaginais e da bexiga;
  • Ganho de peso.

O aumento de fome é causado pela falta de energia causada pela doença, que é uma das características do diabetes tipo 2 e tipo 1. Isso ocorre exatamente pelas células não conseguirem transformar toda a glicose obtida em energia, fazendo com que o corpo alerte a falta de “combustível”. A fadiga é um sintoma do mesmo processo: o corpo acaba forçando diversas reações para conseguir energia, causando o cansaço.

O diabetes tipo 2 geralmente ataca pessoas obesas ou com predisposição genética. A prevenção deve ser praticada por todos, principalmente pela população de mais de 40 anos. É indicado fazer ao menos um check-up anual, pois os sintomas se manifestam lentamente.

Descubra como reverter a Diabetes Tipo 2