Para o tratamento de diabetes tipo 2, basta manter a glicemia controlada e adotar um estilo de vida mais saudável. É aconselhável fazer consultas médicas e, dependendo do caso, usar medicamentos específicos para diabetes.

Descobri que tenho diabetes tipo 2, o que eu faço?

A primeira medida a ser tomada é marcar uma consulta médica e seguir a recomendação do especialista. Geralmente é preciso estabelecer uma dieta com restrições calóricas, cortar gorduras, doces e açúcares em geral. Praticar exercícios físicos diariamente também é muito importante, pois isso ajuda a controlar a doença.

Mas quais são os sintomas mais frequentes do diabetes tipo 2?

Aumento da fome, sede excessiva, feridas que não cicatrizam, fadiga e visão turva. Se a pessoa perceber um desses sintomas, tem que procurar um médico imediatamente. Para aqueles que possuem a doença, há casos em que o organismo ainda produz insulina, mas ela não exerce função adequada. Há muitos casos em que o organismo tem resistência à insulina, as células não funcionam adequadamente, por isso não conseguem manter a glicose controlada. Praticar exercícios físicos é fundamental, inclusive nesses casos.

Como é o tratamento de diabetes tipo 2?

A partir de exames médicos, o médico analisa a situação de cada pessoa com a doença e indica a medicação adequada. Os medicamentos do tratamento de diabetes tipo 2 atuam de forma rápida e ajudam a baixar os níveis de glicemia. É raro, mas muitas das vezes o medicamento não faz o efeito desejado. Nesse caso, o médico faz a combinação de dois ou mais medicamentos para ajudar a melhorar o controle da glicemia.

Os tratamentos mais usados para o diabetes tipo 2 são:

Biguanidas: possui dois tipos de tratamentos, a metformina e a fenformina, esses tratamentos reduzem a quantidade de glicose produzida pelo fígado.
Insulina: é uma harmonia injetável e ajuda a controlar os níveis de glicemia.
Inibidores da alfa-glucosidase: é um tratamento usado após as refeições.

Há também diversas formas de tratamento de diabetes tipo 2. Muitos são controlados com apenas exercícios físicos, já outros com medicamentos. As pessoas devem ficar atentas aos sintomas da doença: um simples exame de sangue já revela a doença no organismo. Os sintomas do diabetes se manifestam nas pessoas com idade acima dos 40 anos. Mas também pode atingir idades menores, inclusive as crianças.

O sedentarismo e a obesidade são um dos maiores fatores que contribuem com a doença do diabetes. A prática de exercícios físicos é fundamental: melhora a sensibilidade a insulina e traz sensação de bem-estar. Outro fator importante é manter uma alimentação saudável, com bastantes frutas, verduras e muito líquido, inclusive água. A doença do diabetes tipo 2 não tem cura, mas a pessoa pode viver bem se fazer o tratamento adequado.

É possível reverter a Diabetes Tipo 2. Descubra!