A diabetes tipo 02 atinge uma grande parcela da população brasileira que está acima dos 40 anos. Se você faz parte deste grupo, fique calmo, existe tratamento para diabetes! É preciso reduzir os níveis de glicose do sangue e também tratar outras doenças associadas à diabetes tipo 02 como pressão e colesterol alto. Para te ajudar, selecionamos 6 tratamentos eficientes para controlar a diabetes.

Exercícios físicos ajudam a controlar a diabetes

Acabar com o sedentarismo é o primeiro passo no tratamento para diabetes tipo 2. Atividade física auxilia a manter os níveis de açúcar controlados assim como auxilia no emagrecimento. Lembre-se que é importante que a prática de exercícios físicos seja realizada de acordo com orientações médicas. É o médico que deve definir a frequência e a carga da atividade, assim como avaliar a necessidade de receitar medicamentos antes do início das atividades.

Dieta controlada como tratamento para diabetes

As pessoas com diabetes tipo 2 devem evitar alimentos que possuem alto índice glicêmico como doces, massas e pães, pois são ricos em carboidratos e geram grande absorção de glicose. Consequentemente, esses alimentos levam ao aumento de açúcar no sangue. Já os alimentos com índice glicêmico mais baixo retardam a absorção da glicose, que acaba não se concentrando no sangue. Evite, sempre que possível, ingerir amidos, carboidratos e açúcares.

Diminuir o consumo de bebidas alcoólicas para controlar a diabetes

O consumo de bebidas alcoólicas deve ser moderado, principalmente em casos de portadores da diabetes tipo 2. O uso excessivo pode levar a um quadro de hipoglicemia. Para evitar isso, o diabético deve se alimentar antes do consumo da bebida e se hidratar depois. Também é necessário medir o nível de glicemia após a ingestão de álcool.

Parar de fumar faz parte do tratamento para diabetes

As substâncias contidas no cigarro contribuem para gerar acúmulo de gordura nas artérias e com isso bloquear a circulação, o que pode entupir a artéria. Para quem tem diabetes tipo 2, o ato de fumar pode aumentar a hipertensão. Dessa forma, abandonar o fumo se torna essencial no tratamento para diabetes.

Zelar mais pela saúde bucal

O diabético deve ter um cuidado redobrado com a higiene bucal. Isso porque o sangue com alta concentração de glicose atrai mais as bactérias. Os restos de comida que se acumulam na boca favorecem a proliferação dessas bactérias, por isso a manutenção bucal após todas as refeições é fundamental.

Evitar saunas e escaldar os pés

A exposição em altas temperaturas e choque térmico pode agravar o lesionamento das artérias comprometidas pela diabetes tipo 2, além de gerar problemas como angiopatias e outros quadros cardíacos. A diabetes tipo 2 também pode gerar perda de sensibilidade dos pés – dessa forma a pessoa acometida pode não sentir a temperatura ao escaldá-los.

São tratamentos simples, mas necessários. Outra dica é acompanhar a glicemia através de medições de insulina durante o tratamento, pois o médico precisa adaptar o regime para cada paciente. Essa verificação varia de pessoa para pessoa, podendo ser diária. Nesse caso, é necessário que a pessoa tenha em casa um glicosímetro, dispositivo que mede o nível exato de glicose no sangue, muito utilizado no tratamento para diabetes. O aparelho mais comum é o que a pessoa fura a ponta do dedo com uma agulha pequena. Uma gota de sangue é colocada numa tira reagente que é inserida no aparelho, oferecendo um resultado rápido.

Descubra o mais inovador tratamento para Diabetes