Já imaginou emagrecer comendo gordura? A queridinha dos nutricionistas e das medicinas alternativas tem nome: óleo de coco. É uma gordura natural, saudável, que pode ser extraída tanto do coco fresco quanto do fruto seco e se divide entre óleo de coco refinado e extravirgem. A opção refinada é usada para fins industriais enquanto a extravirgem pode ser usada na cozinha ou como cosmético natural.

Você sabe qual é a diferença entre óleo de coco e outros como azeite de oliva e óleo de canola? O de coco é fonte de triglicerídeos de cadeia média (TCM), caracterizados por serem rapidamente absorvidos pelo organismo quando comparados a outras gorduras. O TMC é facilmente ingerido e transformado em energia no fígado, não se acumulando como gordura. A top model australiana Miranda Kerr, estrela da Victoria’s Secret, atribuiu o uso do óleo de coco à rapidez com que voltou à forma depois de sua primeira gravidez. Ela consome o óleo extraído do fruto tropical todos os dias – quatro colheres misturadas no chá verde, na salada e no preparo de refogados.

Benefícios do óleo de coco

  • Ser resistente ao calor: não altera as suas características e não se torna tóxico com o aquecimento;
  • Acelera o metabolismo: estimula o funcionamento da tireóide, acelerando o metabolismo e aumentando o gasto calórico;
  • Ao melhorar o funcionamento da tireóide, o nível do colesterol ruim (LDL) tende a diminuir enquanto o colesterol bom (HDL) tende a aumentar;
  • A gordura do óleo de coco não é armazenada no organismo como gordura corporal;
  • 57% da gordura do coco se transformam no nosso organismo em monolaurina e monocaprina, substâncias que possuem ações antibacterianas, antifúngica e antiviral;
  • Aumenta a sensação de saciedade por mais tempo, pois a digestão do óleo de coco é mais lenta.

Óleo de coco emagrece?

O óleo de coco não é um emagrecedor instantâneo, mas ele gera saciedade, acelera o metabolismo e facilita a queima de gorduras. Para sentir os reais efeitos da ingestão dessa substância, é necessário praticar exercício físico e alimentação balanceada. Um estudo da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Alagoas revelou que o óleo de coco facilita a queima de gorduras abdominais – aquelas gorduras localizadas chatinhas de queimar.

Saiba como usar o óleo de coco

Para emagrecer, é aconselhado consumir o óleo de coco em torno de duas colheres de sopa por dia. Não mais que isso, pelo seu valor calórico. É aconselhado não esquecer de beber os 2,5 litros de água por dia. Quando for incluir o óleo de coco na dieta, deve-se fazer isso de maneira gradual, consumindo meia colher de sopa por dia. O excesso pode causar diarreia e mal-estar. Algumas formas de inserir esse óleo precioso na sua dieta:

  • Bater com café – o drink fica mais espumoso e saboroso
  • Misturar no suco ou no chá
  • Colocar na salada de fruta
  • Misturar com granola
  • Colocar em molhos para a salada ou até mesmo em molhos salgados
  • Usar como manteiga no pão
  • Em substituição aos óleos de cozinha na hora de fazer bolo, preparar pão caseiro, cozinhar, fritar.

Quer uma dieta que inclui óleo de coco e tem resultados incríveis?